jul 7, 2010 - Forja RPG    3 Comments

Descanso curto como desafio de perícias

Normalmente, quando um combate termina, os personagens fazem um descanso curto de cinco minutos. Eles descansam, se curam, recuperam o fôlego e ganham o uso de poderes por encontro, mas o que muitos jogadores esquecem é que todos esses benefícios vêem depois de terminado o descanso. Se o grupo for atacado ou decidir aventurar-se antes de terminar o descanso eles continuarão feridos e com seus recursos exauridos.


Na nossa última sessão os personagens se encontravam numa situação onde eles realmente precisavam de um descanso curto, mas não podiam baixar à guarda por cinco minutos. Eu decidi transformar o descanso de cinco minutos em um desafio de perícias. Se eles fossem bem sucedidos, após os cinco minutos eles ganhariam os benefícios de um descanso curto (e alguma experiência por completar o desafio de perícias). Se eles falhassem então pelo menos alguns dos personagens teriam que engajar-se em combate para que outros pudessem descansar.


Os personagens estavam em uma missão para encontrar cinco itens mágicos. Um desses itens é utilizado como parte de um ritual de ligação para manter um elemental do ar preso a um dirigível da Casa Lyrander. Por sorte o dirigível chegou à mesma cidade onde os personagens se encontravam e o grupo decidiu embarcar no dirigível e pegar o item.


Ao invés de usar a força bruta e abrir caminho (que era para o que eu estava preparado), eles decidiram usar suas habilidades em blefar e furtividade para ganhar acesso ao dirigível. Isso fez com que as coisas ficassem mais fáceis do que eles pensavam. Eles conseguiram alcançar facilmente o deck inferior e começaram a desmantelar o elo do elemental para recuperar o item mágico. Eles não permaneceram despercebidos por muito tempo. A tripulação no deck superior correu para o deck inferior na tentativa de impedir os personagens, que permaneceram em seus lugares, derrotando a tripulação que desceu para lutar.


O mago do grupo, um engenheiro usando a Marca da Criação, disse aos personagens que para remover o item sem arruinar o dirigível (e todos dentro dele), ele precisaria de cinco e dez minutos para trabalhar sua magia e remover o item com segurança. Então começou o descanso curto.


O resto da tripulação não era estúpida para lutar com os personagens, uma vez que eles já haviam derrotado seus companheiros, mas foram espertos o suficiente para chamar reforços. Os personagens ouviram claramente os gritos e passos de pessoas correndo para fora do dirigível e eles não tinham cinco minutos antes da chegada de reforços.


Eu pedi que cada jogador descrevesse o que seus personagens fariam durante cada minuto de descanso. Após cada minuto eles poderiam fazer uma jogada para o desafio de perícias. Alguns criaram barricadas usando as caixas e barris do dirigível ou protegendo a escotilha, enquanto outros trabalharam com o mago para suprimir a magia e pegar o item.


O personagem de um jogador que faltou na sessão anterior e não tinha participado da última batalha, não precisa dos benefícios de um descanso curto, decidiu agir como um obervador e batedor. Ele também declarou que faria o que pudesse para barrar a passagem dos outros, sozinho se necessário.


Os jogadores foram criativos e completaram o desafio de perícias excepcionalmente. A situação proporcionou grandes cenas de interpretação e os jogadores não tentaram fazer nenhum esforço que impedisse que eles se beneficiassem pelo descanso.


Falha no desafio de perícias representaria um risco significativo para o grupo. Eu não iria ser um tolo completo e roubar seus cinco minutos de descanso, mas para cada minuto extra que eles precisassem para completar seu descanso, mais reforços poderiam chegar no deck superior, tornando sua fuga mais difícil.


Só por que as mecânicas de D&D 4ª edição permitem que os personagens se recuperem após cada combate não significa que o descanso será tranqüilo. Por ter uma situação já preparada, eu transformei o que normalmente seria chato “você faz um descanso curto” e criei alguma tensão. Em uma situação que poderia ser uma noite de combate pesado, nós conseguimos transformar em um jogo com muita interpretação.


Da próxima vez que você for fazer um descanso curto, pense no que os personagens estão fazendo atualmente durante os cinco minutos. Na maioria do tempo eles não estarão em perigo imediato e poderão fazer o que lhes agradar, mas de vez em quando você precisará segurar o fôlego enquanto o perigo se esconde nas sombras mais próximas.


__________


Texto original: The 5-minute rest as a skill challenge
Postado em: 06 de julho de 2010
Autor: Ameron
Site: Dungeon’s Master

3 Comments

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!