fev 12, 2010 - Forja RPG    1 Comment

Reputação (Parte 2)

Texto original: Reputation (Part 2)
Postado em:
09 de abril de 2009
Autor:
Ameron
Site: Dungeon’s Master

Como um personagem, sua reputação está em suas mãos. As escolhas que você faz durante sua careira de aventuras terão um impacto direto na reputação de seus personagens. Os trabalhos que você aceita, o método empregado e mesmo a companhia a qual você pertence, todos são fatores numa conjuntura maior, que define a sua reputação.


Este é o segundo de três artigos examinando reputação. Reputation (parte 1) foi apresentado no The Core Mechanic alguns dias atrás e aqui no Trampolim RPG [Reputação (parte 1)]. Ele é destinado aos mestres e fornece direcionamentos para a utilização da reputação como uma ferramenta de campanha. Reputação (parte 2) e Reputation (parte 3) são direcionadas aos jogadores e fornecem uma compreensão de como os personagens podem moldar sua própria reputação e ganhar os benefícios dela.


Os personagens no D&D 4ª Edição são heróis, os pontos de luz em um mundo de trevas. Você dispõe de poderes e habilidades que as pessoas comuns não possuem. Por esta razão você começa o jogo com uma reputação imediata. Ela pode ser pequena e extremamente limitada, e sua reputação depende do resultado de sua primeira aventura.




Heróis Locais


“Taverneiro!” grita Braddoc, o guerreiro “Que tal uma rodada para mim e meus amigos?”. O taverneiro olha duas vezes tentando reconhecê-lo. “Ei, você é Braddoc,” ele exclama em reconhecimento. “Eu ouvi falar que você derrotou todos aqueles Bugbears. Você é um herói, e heróis não pagam suas bebidas em meu bar!”


Tornar-se famoso definitivamente tem um lado bom. Se você ganhou uma reputação positiva, então você terá as vantagens que a fama traz com ela. Mercadores podem oferecer bens e serviços grátis, as pessoas querem conhecer vocês e todos sabem o seu nome.


Com a fama vêm a influência e os privilégios. As pessoas ficam mais dispostas a falar com você ou recebê-lo em suas casas, comércio ou igreja. Pedidos que normalmente poderiam parecer abusivos podem rapidamente passar a ser razoáveis. As pessoas normalmente querem associar-se a alguém famoso. Isso pode incluir o clero local, os governantes da cidade ou os mercadores locais. Freqüentemente eles querem segui-lo em sua fama, e talvez tornarem-se famosos por associação. Não há nada de errado com isso, mas você não deve iludir-se achando que todos querem ser seus amigos sem receber nada em troca.


É importante lembrar-se que a fama é afetada pela perspectiva. Os mesmos feitos que lhe garantiram a fama em uma cidade ou reino, podem render infâmia igual em uma cidade ou reino vizinho. Isso é especialmente verdade se você for um herói de guerra ou se a sua fama foi conquistada derrotando um inimigo local. Todos que admiram o derrotado sentirão aversão e inimizada por você.


No final lembre-se que a fama é passageira. A fama conquistada por uma aventura bem sucedida certamente será esquecida ou perdida com suas intrigas se você não procurar mantê-la com algo mais. Você só é famoso enquanto durar o sucesso. Se você não oferece coisas novas para que o povo continue clamando você, sua fama será prodigiosamente curta.




Heróis não celebrados


“Taverneiro!” grita Braddoc, o guerreiro “Que tal uma rodada para mim e meus amigos?”.


“Claro,” ele diz. “Serão 5 moedas de cobre.”


“O QUE!” Braddoc grita com indignidade. “Nós somos os aventureiros que derrotaram todos aqueles Bugbears. Você vai deixar que nós compremos nossas próprias bebidas?”


“Eu nunca ouvi falar em vocês, então vocês pagam o mesmo que todo mundo.”


Algumas vezes você não pode descansar. Você faz todo tipo de feitos heróicos, mas suas realizações seguem sem reconhecimento. Ninguém ouviu falar de você e você é tratado como qualquer um.


Se você quer ativamente promover-se e espalhar sua própria reputação, então você deve ser criativo. A forma mais fácil de você realizar isto é cantar seus próprios feitos. Se existe um Bardo no grupo, então ele deveria recontar suas histórias através de oratória e canções. Isso também pode ser promovido pela contratação de m Bardo caso não haja nenhum no grupo.


Não subestime a idéia de um pouco de dor a curto prazo para ganhos de longo prazo. Talvez você concorde em realizar uma missão por pouco ou nenhum dinheiro. Se você for bem sucedido, isso será algo que seu empregador irá falar. Ou você pode escolher doar a sua recompensa aos menos afortunados. Você pode comprar alimento para os famintos e fazer doações suntuosas para a igreja e outras organizações que ajudam os necessitados.


Uma razão pela qual você não recebeu os créditos apropriados pelo seu sucesso é por que ninguém pode creditá-los positivamente a você. Se este for o caso, considere deixar uma carta vocacional. Você poderia deixar uma nota com o nome de sua companhia de aventureiros, queimar o seu símbolo em algum local da cena, colocar os corpos em um padrão específico ou remover troféus como presas ou garras de monstros mortos. Quanto mais particular for sua assinatura, maiores serão as chances de seu trabalho ser reconhecido.


Até que você tenha uma reputação, você deve tentar fabricar uma você mesmo. Isso pode ter conseqüências negativas a longo prazo, mas se você não tem nada a perder elas podem ser descartadas sem alguma consideração.




Heróis Anônimos


“Os Bugbears foram mortos,” explica o taverneiro para todos que ainda ouvem. “Um grupo de aventureiros colocaram uma armadilha e mataram todos os monstros. Nossa aldeia não precisa temer esta ameaça nunca mais. Eu gostaria que aqueles aventureiros viessem celebrar. Eu gostaria de agradecê-los pagando uma rodada.”


Os aldeãos brindam e aplaudem os heróis desconhecidos. Entretando, Braddoc e seus companheiros discretamente tomam suas cervejas, felizes em permanecer anônimos.



Aqui ainda um herói anônimo…


Ficar famoso pode ter seus pontos negativos. Uma vez que você é famoso tudo que você faz é observado e comentado. Sua privacidade deixa de existir. A medida que os  contos de suas façanhas se espalham, você pode começar a atrair atenção indesejada.


Se você está atacando caravanas pertencentes ao Barão corrupto, então você pode decidir que o mais seguro é não levar os créditos pelos seus feitos. Afinal de contas, embora as suas intenções sejam boas, tecnicamente você está infligindo a lei. Os benefícios de ser amado pelos camponeses locais povo não tem mais valor do que ser preso e enforcado por seus crimes.


Existem circunstâncias nas quais você pode se acautelar em ganhar qualquer tipo de reputação. Isso vai se tornar cada vez mais difícil a medida que você ganha experiência. Se existirem razões para que você esconda sua identidade, então você tem que ser mais vigilante quando esconder seus rastros.


As armas que você carrega, as ferramentas que você usa e as táticas que você emprega, todos dão pistas de sua identidade. Quanto mais freqüentemente você usa os mesmos métodos para sobrepujar seus inimigos, mais fácil será de outras pessoas chegarem a conclusões sobre quem você é. Então, se o anonimato for o seu objetivo, mude suas táticas regularmente ou gaste mais tempo encobrindo seus rastros.




Continua


No terceiro e ultimo artigo desta série sobre reputação em D&D, nós vamos explorar estes aspectos da reputação:


Falsos Heróis
- Você recebeu os créditos pelos feitos de outros, o que você faz?


Qualquer coisa menos heróis
- Seus infortúnios e falhas precedem você. Como você fará as coisas certas novamente?


Maior que a vida de heróis
- Você pode viver ignorando sua reputação?

1 Comment

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!