dez 11, 2009 - Forja RPG    3 Comments

Sempre treine suas piores perícias



Este artigo foi escrito por Ameron do dungeonsmaster.com e foi ao ar no dia 7 de dezembro de 2009 com o título original Always Train Your Worst Skills.



Imagine que você tem um valor de ataque de +15. Seu oponente, um bruto selvagem, tem uma CA igual a 20 e seus lacaios tem todos CA entre 10 e 15. Este luta lhe interessa? Você acerta quase todos os ataques. Isso pode ser legal se acontecer raramente, mas imagine que essa situação acontece em todos os combates. Pessoalmente, eu perderia o interesse.


Ainda assim isso é exatamente o que está acontecendo durante os desafios de perícias nas mesas de jogo ao redor do mundo. Nós estamos tão acostumados em ser realmente bons em algumas perícias que quando vamos usá-las quase sempre conseguimos sucessos automáticos. Usar Furtividade para mover-se sem ser detectado ou usar Atletismo para escalar qualquer muro sob qualquer circunstância pode ser muito legal e muito divertido, mas treinar as perícias que nós já somos realmente bons apenas torna o uso dessas perícias desinteressante.


Durante a criação de personagens você treina 3 a 5 perícias. Em muitos casos nós treinamos as perícias que achamos que serão usadas mais freqüentemente ou aquelas que já possuem os maiores valores. Porém, quanto mais eu penso nesta aproximação mais eu vejo que estamos fazendo as escolhas erradas.


Selecionar treinamento nas perícias que já somos bons significa punir a nós mesmos. Uma das coisas que devemos ter em mente quando estivermos escolhendo as perícias a serem treinadas é quais delas estão ligadas aos nossos melhores atributos. Se a sua classe foca em Destreza, então a sua Destreza inicial deve ser boa. Sempre que você puder aumentar um valor de atributo, será a Destreza que você aumentará com maior freqüência. Aumentar a Destreza aumentará todas as perícias que usam esse atributo. Então porque treinar perícias baseadas em Destreza?


Vamos assumir que no primeiro nível o valor mais alto de seu atributo será (pelo menos) um 18. Isso significa que qualquer perícia ligada àquele atributo começa com +4. Assumindo que você não tenha qualquer outro modificador de sua raça, talento, equipamento ou itens mágicos, aquele 4 lhe dá 50% de chance de ser bem sucedido em um teste com CD Difícil (uma vez que as CD difíceis para os níveis 1-3 é 15.


Quando você alcançar o 8º nível você deverá ter melhorado a sua melhore habilidade em dois pontos (+1 no 4º e +1 no 8º nível). Então, ao invés do +4 no primeiro nível, o bônus agora é +9 no nível 8. Agora você tem 55% de chance de ser bem sucedido num teste com CD Difícil (uma vez que a CD Difícil para o nível 7-9 é 19).


Não esqueça que em ambos os exemplos a CD moderada é 5 pontos menor que a CD difícil, então você tem 75% de chance de ser bem-sucedido no nível 1 e 80% no nível 8. Esses são números realmente interessantes se considerarmos tudo.


Se você consegue ser bem-sucedido 50% das vezes, você realmente precisa treinar aquelas perícias? Adicionar +5 significa que você será automaticamente bem sucedido nas jogadas com dificuldade fácil ou moderada. Isso também significa que você raramente falhará numa jogada difícil.


O que nós devemos fazer é reduzir a diferença entre as nossas melhores perícias e as piores. Nós precisamos olhar as perícias que nós realmente somos ruins e treinar estas. Perícias que são ligadas a atributos com valores de 8 ou 10 precisam de nossa ajuda. Treinar essas perícias aumenta sua chance de sucesso em 25%. Estes atributos baixos não aumentarão a medida que você aumenta seu nível e por isso não se tornarão melhores. Os números nunca estarão a seu favor durante um desafio de perícias se você necessitar dessas perícias. E a diferença entre suas melhores perícias e suas piores perícias continuarão a aumentar a medida que seus atributos continuam a melhorar.


A próxima vez que você criar um personagem não treina automaticamente perícias nas quais você já tenha os maiores valores, ao invés, tente treinar aquelas que você precisa de mais ajuda. Isso pode não significar sucesso automático em suas melhores perícias, mas significará que você está mais apto a ser bem-sucedido quando rolar muitas outras.

3 Comments

  • Eu nunca tinha pensado nessa possibilidade. Bom insight.

    Pena que meus jogadores provavelmente nunca lerão isso.

    Atenciosamente,
    Edvando, o mestre das mil e uma pericias

  • Obrigado por comentar Edvando.

    Eu também nunca tinha atentado para isso, na verdade sempre construí e incentivava meus jogadores a construírem personagens focados num conjunto de perícias, sendo verdadeiramente muito bons em algumas e realmente péssimos em outras.

    De qualquer forma, imprima a matéria e mostre para seus jogadores :D

  • […] Always Train Your Worst Skills / Sempre treine suas piores perícias […]

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!