Desafio de Perícias: Criando Itens

Fazia um tempinho que eu não traduzia nada sobre desafios de perícias, mas fiquei particularmente inspirado com o artigo do Ameron do dungeonsmaster.com. Isso provavelmente foi por ter encontrado algo que simule a perícia Ofícios que foi perdida na transição entre a terceira e a quarta edição.


Um fato é que o artigo está muito legal. Espero que aproveitem.






Este artigo foi escrito por Ameron do dungeonsmaster.com e foi ao ar no dia 8 de dezembro de 2009 com o título original Skill Challenge: Crafting Items.




Desafio de Perícias: Criando Itens


Quando as perícias foram aperfeiçoadas para a 4ª edição, uma das perícias que desapareceu foi Ofícios.  Isso não quer dizer que os personagens nunca mais criarão itens, mas sim que este tipo de tarefa não é algo que o personagem utilize com freqüência. São tarefas mais apropriadas para um NPC e não para um aventureiro.


No entanto, podem existir momentos quando você quer criar algo você mesmo. Você pode demandar um mecanismo único para completar uma missão, você pode apresentar-se como um ferreiro ou carpinteiro ou pode precisar criar sua própria arma como parte de uma missão épica.


Quando os personagens se vêem numa situação dessas o narrador precisa determinar a quão significante o efeito será.  Se for apenas uma atividade que você estiver fazendo no seu tempo livre, então nenhuma interpretação poderá ser necessária. De fato, nem mesmo uma rolagem de dados será necessária. Porém, se o resultado de seu trabalho afetar a maneira como os acontecimentos se desenrolarão, então talvez seja hora de transformar o seu trabalho em um desafio de perícias.


A complexidade deste tipo de desafio de perícias deve ser diretamente relacionado a importância do sucesso. Se você estiver tentando fazer as ferraduras de seu cavalo com o intuito de apressar a sua partida, então um desafio de perícias com complexidade 1 ou 2 provavelmente é suficiente. Porém, se você estiver fabricando uma nova espada com a intenção de que um poderoso mago a encante, então uma complexidade 4 ou 5 seria o apropriado.


A natureza da tarefa que você está tentando desempenhar também irá determinar quais perícias mais se aplicam. Nesse ponto os personagens são encorajados a usar a imaginação. Abaixo está um exemplo de algumas perícias que poderiam ser empregadas se você for criar uma espada.




Complexidade 4 – Nível igual ao do personagem (requer 10 sucessos antes de 3 falhas)


Perícias Primárias


Atletismo, Diplomacia, Exploração, Tolerância, História, Natureza, Percepção, Manha


Outras Perícias


Exploração, História, Natureza, Percepção, Manha




  • Cada perícia só pode ser utilizada para alcançar 1 sucesso ao longo do desafio de perícias, a menos que algo seja dito em contrário.

  • Normalmente, as jogadas de perícias realizadas com a função de prestar auxílio, não contam como sucesso ou falha para o desafio de perícias, no entanto, os personagens que não aquele que estiver criando o item tem uma escolha quando tentar prestar auxílio neste desafio de perícias:

    • Eles podem escolher tratar a jogada como uma prestação de auxílio normal, concedendo um bônus de +2 para a próxima jogada do personagem (normalmente)

    • OU

    • Ele pode tratar a sua jogada como uma jogada primária com as conseqüências normais pelo sucesso ou falha. Dessa forma, um sucesso não concederia nenhum bônus adicional como a manobra prestar auxílio faria.





Exemplos de Perícias


Nota do narrador: Muitos personagens tem poderes que poderiam ser utilizados em uma situação particular. Se um personagem apresentar uma forma criativa de usar o poder, ele deveria ter uma chance descente de sucesso. A utilização de um poder por encontro contaria como 2 sucessos enquanto a utilização de um poder diário contaria como 3 sucessos.


Atletismo (CD moderada, máximo 3 sucessos)


Você precisa martelar a lâmina de ferro enquanto vira ele repetidas vezes sem deixar os materiais escoarem.


Diplomacia (CD fácil)


Não seja tão orgulhoso para não pedir ajuda. Ninguém é bom em tudo.


Exploração (CD fácil +2)


Assegure-se de ter as matérias-primas requeridas para a tarefa à mão. Anões ganham um bônus de +2 para esta jogada.


Tolerância (CD moderada, máximo 2 sucessos)


Você precisa tolerar temperaturas extremas enquanto está trabalhando próximo do metal superaquecido e nas proximidades da forja. Personagens com resistência ao fogo ganham um bônus de +5 nas jogadas de perícia desta natureza.


Tolerância (CD moderada +2, máximo 2 sucessos)


Este trabalho é fisicamente extenuante e extremamente repetitivo.


História (CD difícil, máximo 2 sucessos)


Você confia em seu próprio conhecimento para criar o item.


História (CD moderada, Prestar Auxílio)


Você é o cérebro, eles são os músculos. Você concede o direcionamento para o cara segurando o martelo.


Natureza (CD moderada)


O fogo da forja precisa ser incrivelmente quente para manter os metais maleáveis para serem trabalhados.


Percepção (CD difícil, máximo 2 sucessos)


O menor sinal de impurezas pode arruinar sua tentativa. Mantenha um olhar atento sobre o item.


Percepção (CD moderada, Prestar Auxílio)


Embora não seja fascinante, você inspeciona o processo para assegurar-se que erros sejam evitados.


Percepção (CD moderada)


Você é o seu próprio crítico. A parte mais difícil de fazer qualquer coisa é reconhecer quando ele estiver realmente terminada.


Manha (CD moderada)


Se a intenção for vender o item que você está fabricando, é uma boa idéia encontrar se existe uma demanda por ele e quanto pagam por ele.




Sucesso


Você é bem sucedido na tentativa de criar o item. Ele é tão bom, senão melhor, do que itens semelhantes encontrados no mercado local. Se o seu objetivo é vender o item, então você não terá problemas em conseguir um bom preço de um comprador interessado.




Falha


Dependendo do grau de sua falha podem haver diferentes conseqüências possíveis. Você pode ter estragado a matéria-prima antes de completar a produção do item, causando atrasos ou custos adicionais para aquisição da matéria-prima. Você pode ter terminado o seu trabalho apenas para descobrir falhas no processo de fabricação. Boa sorte em vender o item pelo preço que você deseja. Você pode simplesmente perceber que carece do treino formal ou habilidade inata para criar o item. Algumas pessoas levam anos aprendendo um ofício antes de se tornarem mestres em sua arte; não espere se tornar um mestre da noite pro dia.

5 Responsesto “Desafio de Perícias: Criando Itens”

  1. Ótima idéia. Mas eu colocaria limite nos testes de Diplomacia ^^

  2. Franciolli disse:

    Obrigado por comentar Draco.

    Outros jogadores também comentaram o mesmo, achando que o teste de Diplomacia pode ser limitado ou simplesmente defenestrado do teste.

  3. DM Rick disse:

    Parabéns pela ótima idéia. Vou usar em meu jogo. Nada é mais legal do que ir forjando um grande item aos poucos. Eu daria um bônus para o uso de um item feito na medida para o persogem. Uma forma de tornar mais interessante criar do que comprar.

  4. Franciolli Araújo disse:

    Obrigado por comentar Rick.

    Sempre que os jogadores mostrarem interesse no desenvolvimento do jogo, seja através de ações simples como personalizar suas armas para que um dia elas se tornem itens mágicos (algo no estilo das armas de legado), concede bônus sim, mesmo que não sejam bônus matemáticos.

    Quanto maior a participação dos jogadores (e do mestre), mais divertida será a sessão.

    Grande abraço e obrigado por comentar.

  5. Daniel Coimbra disse:

    Sim, sim, era mais ou menos que estava procurando!
    Valeu Franciolli!

    : )

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>